[ Resenha ] A Garota do Calendário: Janeiro

10:34

  Sucesso da editora, a coleção Garota do Calendário foi a mais bem falada de 2016 entre os blogueiros e fãs de leitura erótica, com uma pitada de sensualidade sem muito teor sexual por assim dizer, a jornada de Mia me deixou feliz por ver uma série que valeria a pena ler, mesmo sendo um pouco do clichê que temos atualmente, em Janeiro conhecemos sua jornada e claro seu primeiro cliente. Vamos ver o que aconteceu nesse mês?

A Garota do Calendário - JaneiroLivro: A Garota do Calendário - Janeiro
A Garota do Calendário # 1 
Autora: Audrey Carlan
Ano: 2016
Páginas: 144
Editora: Verus
SINOPSE: Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

"Amor verdadeiro não existe."



 Mia tem o sonho de ser uma atriz famosa, mas depois de alguns problemas com o pai, uma dívida enorme recai sobre as suas costas e sendo a única que sustenta a família desde então, precisa achar uma forma de pagar a dívida e sustentar a irmã e o pai agora incapacitado. Sua única opção é trabalhar como acompanhante de luxo da empresa de sua tia, engana-se se ao ler isso reconhece como prostituição, NÃO, pelo contrário, é apenas para acompanhar pessoas que precisam de seus serviços, sexo é apenas um extra caso aceite e goste do cliente.
  Em JANEIRO, Mia tem seu primeiro cliente, o charmoso produtor de filmes Wes, quem não se apaixonaria por um homem daqueles? Eu com toda certeza queria ser Mia nesse momento. O clima vai rolando com leveza e a autora nos mostra as cenas de sexo sem ser tão vulgar, mas como a linguagem mais forte, sem rodeios e sem pudores, gostei disso, houve sensualidade sim, mas ter aquela parte sem ser tão esdrúxula foi o melhor.

  Mia mostra uma personalidade forte, uma mocinha que não gosta de depender de ninguém, que luta para conseguir seus objetivos e que não deseja ser comprada por nenhum homem, sua capacidade de lidar com os problemas é a melhor forma de mostrar uma mulher decidida, diferente de muitas mocinhas de livros por ai.
  Wes começa sendo aquele charmoso cafajeste que você gosta não gostando, não sei se podem me entender, mas tem aquele charme e forma de seduzir que mesmo sabendo que é o cara errado tu se aproxima e se apaixona, mas no decorrer do mês ele vai mudando e vendo que Mia não é como as outras que vai cair aos seus pés e beijar sua mão em reverência, ele se torna um homem melhor e o sentimento mútuo faz com que o livro melhore cada vez mais.
   Foi difícil me apegar a um personagem, gostei de quase todas as atitudes da Mia, ver ela crescer e realmente não se deixar levar por homem nenhum foi o ponto positivo do livro, mesmo que Wes fosse o cara certo, ela tinha responsabilidades e uma vida para salvar no final do ano, então correr contra o tempo para conseguir dinheiro era o único objetivo até então, ser feliz ficava pra depois, quando tudo fosse colocado em ordem.

  "Ele era tão bom de olhar quanto as ondas quebrando na praia."
   Em relação ao sexo, como já citei acima, a linguagem é mais grossa, mas sem ser vulgar, Audrey mostra o erotismo sem apelar para aquela parte pornô que já cansei de ler por ai. Comparações a parte, o envolvimento dos personagens principais se destacam, mas também não deixam de aparecer a família do Wes, que é mais distante sendo que sua governanta seja mais mãe do que a própria progenitora, também temos a situação do pai da Mia, sua irmã e a melhor amiga, que mesmo aparecendo pouco, BEM POUCO, mostra que é uma divertida e companheira para todas as horas.
   Tenho em mente, que você que pode ter um certo preconceito com new-adult, ou até mesmo esteja enjoada dos mesmos contextos vai gostar da série Garota do Calendário, é um romance que afeta você, não pela parte do sexo em si, mas do conteúdo apresentado, do fato de que Mia faria qualquer coisa para ajudar sua família, que sendo forte e decidida não seria sustentada por nenhum homem, e que acima de tudo não mudaria seus conceitos por nenhuma pessoa, mesmo sendo ela o amor da sua vida.
"Se eu quisesse voltar para ele, precisaria estar pronta para lhe dar o meu coração, porque o dele já era meu."

“Era importante para mim encontrar meu próprio caminho, ser eu mesma.” 
   Um ponto extra dos livros, é que a cada fim de mês, dando adeus a cada cliente, Mia deixa uma carta para cada um, contando como foi passar o mês com eles e a sua verdadeira vontade para cada um, desejos de felicidades e um conselho que até agora mexe comigo.
"Conhecer você foi um presente. Você é um presente, Wes."
  A Garota do Calendário é uma série com 12 livros respectivos de cada mês do ano, lançados em 2016, irei resenhar cada um deles para vocês, então o que acharam do livro e da resenha? 
Não deixem de responderem a Pesquisa de Público do blog.
Xoxo

You Might Also Like

7 Comentários

  1. Olá,
    Já vi tantas resenhas sobre a série que até fico meio doida!
    A premissa é bem interessante e acredito que Mia realmente é bem forte e determinada, não gostando de depender de ninguém além dela mesma.
    Torço para que ela consiga pagar essa dívida do pai sem muitos obstáculos (mas já sei que não será assim rsrs)
    E achei interessante o fato dela deixar uma carta para cada cliente.

    LEITURA DESCONTROLADA

    ResponderExcluir
  2. Eu queria ter gostado assim como você.
    Eu tento, mas não consigo entender certas atitudes e desculpas de Mia. Vou continuar a série porque simplesmente não consigo largar histórias ela metade. Mas espero bastante que dê uma melhorada no enredo...
    Estou no mês de maio.

    bjinhus

    #Ana
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá tudo bem?
    Adorei a resenha do livro e estou bem propensa a ler toda essa série mas confesso que uma parte de mim ainda insiste em relutar. Pelo que li aqui acredito que vou gostar muito e sua resenha foi uma das mais detalhadas que li até agora sobre a Garota do Calendário.
    Vou providenciar o meu!

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  4. Sinceramente, essa série não me atrai em nada. Não curto livros com cenas de sexo e mesmo você tendo achado que foram bem trabalhadas não curtiria. E pois é, não é prostituição, mas eu acharia mais legal se a Mia conseguisse passar algum mês sem sexo, sabe, pelo que li por aí ela se envolve com quase todos os clientes. Não sabia desse detalhe das cartas que ela deixa pra eles, foi algo que achei legal, mas não leria.

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem?
    Eu não sou o público alvo dessa série. Acho que a personagem é muito incoerente, seu discurso não combina em nada com suas ações. E por eu ser muito romãntica fico desconfortável com o que ela faz. Mas tem muita gente que está acompanhando a série e gostando, que bom que você gostou também. Essa curiosidade das cartas eu ainda não tinha lido em nenhuma resenha, achei muito legal da parte dela fazer isso. Mostra que essas pessoas que ela conheceu a afetaram ade alguma forma.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Sempre vejo esses livros na livraria, mas não sabia sobre o que se tratava. Não é muito o meu estilo, mesmo não sendo tão vulgar, fico meio desconfortável.
    Mas sua resenha está muito bem escrita, parabéns!

    Beijos,
    Mayelle | www.infinitosdetalhes.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá!!!
    Amo esses livros, li por enquanto até março kkkkk O que também mãos gostei é que Mia não é de mi mi mi, se ela tem que fazer, tem que fazer e pronto, só tirar bom aproveito da situação e ela também é em pé no chão!!

    Beijos de luz !!

    ResponderExcluir

Blogs Brasil

Editoras

Flickr Images

FOLLOW @KAMMYKRYSTHIN

FOLLOW @SECRETMAGICBLOG